Por Maria da Paz Trefaut | Para o Valor, de São Paulo

Em uma exposição de vários artistas no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, o curador italiano Cristiano Raimondi viu, pela primeira vez, um quadro de Alfredo Volpi (1896-1988). “Nunca tinha ouvido falar dele, mas fui tocado por um momento mágico. Tive uma afinidade eletiva com seus quadros sem mesmo saber seus nomes”, diz ao telefone, Raimondi,

veja a matéria completa em www.valor.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »